quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Só eu não falei dele.



Chegou por estes dias e eu não falei dele. Talvez porque habitamos o mesmo tempo. O tempo dos dias que passam cavalgados na saudade, o tempo dos vermelhos acesos nos olhos porque a tua presença não é minha. O tempo das pequenas gotas de chuva que são lágrimas e que tu não enxugas.


Ele chegou. Falaram e escreveram sobre ele. Até poemas lhe fizeram e, apesar de habitarmos o mesmo espaço e, de as nossas paredes serem as mesmas, as da nostalgia, a mim ninguém lembra nem escreve pedaços, nem que fossem só pedaços de uma alma qualquer, daquelas que se encontram pela rua quando pouco a pouco se manifesta o nascer do dia.

Só eu não falei dele porque lhe conheço os dedos frios e os ombros cansados.

Conheço-lhe a dor funda no peito e a saudade que lhe morre na voz.

Conheço-lhe o olhar cansado da espera, perdido nas longas noites à beira de um livro que não lê.

Só eu não falei dele porque habito com ele.


-

PTM

14 comentários:

Graça Pires disse...

Há muitos modos de falar de...
Obrigada pela visita ao meu "Ortografia". Virei mais vezes aqui. Um abraço.

Pecadormeconfesso disse...

Obrigado por trazer o seu olhar ortografado.:-)

Bruma disse...

Eu também não falei dele... e ainda menos lhe dediquei qualquer poema!
Pois... eu conheço-lhe os cheiros e a nostalgia que ele encerra, porque todas as noites ele me embala os dias... ;)

Está magnifico o texto, Pedro!

Um beijinho grande

Lídia Borges disse...

Tão bonito este não falar, falando!
Eu fiz-lhe um poema!

Adorei o texto!

a magia da noite disse...

há coisas que são tão nossas que não precisamos falar delas.

Graça disse...

Adorei esta forma magnífica de não falares do Outono... e gostei que me trouxesses até ao teu espaço.


Um beijo para o teu fim de semana

Apenas eu disse...

eu também ainda não falei dele e nada escrevi, mas já o senti bem perto.
a sua beleza não me alegra o olhar, pelo contrário agarra-me a uma certa nostalgia, um estar estranho...

interessante, sem dúvida, o teu Outono :)

bom fim de semana

Maria disse...

Esta é com certeza uma bela forma de falar dele. E a melhor forma de o sentir...

Obrigada pela visita. Já te conhecia mas tinha-te perdido. Vou listar-te.

Beijo

Pecadormeconfesso disse...

OLá Bruma. Fico sempre tão feliz quando me lês e gostas. Abraço amiga.

Pecadormeconfesso disse...

Lídia, desabafos. :-)

Pecadormeconfesso disse...

Magia, :-))))

Pecadormeconfesso disse...

Apenas eu,este Outono sou eu.:-)

Pecadormeconfesso disse...

Maria, não me percas mais. Já alguém que não devia me perdeu. Assim não me acho. :-))

Inezteves disse...

Cá estou!...quase perdi de vista um grande pecador!
:D